Feliz Natal

Feliz Natal

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Vento ...

O vento não é todo igual

Uns mais quentes que outros

Todos eles por um desigual

Que se vê mesmo na nossa frente

Trás chuva granizo e frio

E até um pouco de medo

Muitas vezes parece um trio

De tanto dar e vir em segredo

Quem quiser um dia voar

Basta para isso fechar os olhos

E deixar-se levar

Por entre estes restolhos

Um zunido que é bom de se ouvir

O bater da porta mal fechada

A janela que tarda em sair

Depois é o fim logo pela madrugada

Toca o telefone ou mesmo o despertador

São horas de se por ao caminho

Mais um dia de muito calor

Quem bem sabia um ventinho

Entro no carro e olho para copas

Abanam num bom abanar

A manga direita vê lá se topas

Vai é mesmo devagar

1 comentário:

Maria Inês Teixeira de Queiroz Aguiar Marçalo disse...

NO FIM DE UMA BOA OBSERVAÇÃO POÉTICA, UMA CONCLUSÃO RACIONAL,GOSTEI.
BEIJINHOS MÃE E AVÓ

Passageiro