Feliz Natal

Feliz Natal

terça-feira, 7 de julho de 2015

Solidão I




Sem querer viver a só na escuridão
Nos lamentos que tantos e tantos nos dão
Cada um com clareza deverá ter a sua visão
Sem depois querer dizer que foi ingratidão

O tempo passa devagar em duas vias
Ou quem sabe em quatro todos os dias
Mas amanhece sempre em solidão
E ninguém lhe quer dar a mão

Morre antes da morte
Sofre antes do flagelo
Fica à sua sorte
Ouvindo a musica do Mindelo

Serão uivos de escarnecer
Maleitas dos nossos tempos
Sinto falta de vocês sem adormecer
Sofro serão outros ventos

Sem comentários:

Passageiro